Adoradores...

Contexto SAGRADAS ESCRITURAS, 16.fev.2018

João 11

Disse JESUS: Tirai a pedra. Marta, irmã do defunto, disse-lhe: SENHOR, já cheira mal, porque é já de quatro dias.
[João 11.17; Gênesis 3.19; 23.4; Salmos 49.7,9]
Disse-lhe JESUS: Não te hei dito que, se creres, verás a glória de DEUS?
[João 11.4; 11.23-26; 2Crônicas 20.20; Salmos 63.2]

[039015]


fevereiro 15, 2018

Stand-up Comedy‎ Religioso


O Direito e... a psicoterapia e a hipnose e a orientação e a consultoria e o treinamento e os et cetera’s das igrejas instituições, são de dar inveja em qualquer celeuma administrativa de empresas que procuram lucros e dividendos.

E isto é o que nos tem presenteado as religiões, por pergaminhos de Lutero, Calvino & Cia, então, nas últimas décadas, há as aparições de personagens (lideranças eclesiásticas) em habilidades extraordinárias em enganar, que englobam também a psicoterapia e a hipnose, usadas no entretenimento de membros fidedignos, que pagam (dízimos e ofertas) por sermões piadistas.

E o que tem o Direito a ver com isso?
"Desta forma, não obstante a construção doutrinária acerca do conceito de fraude no direito civil, a utilização corriqueira do termo acaba por inviabilizar a criação de definição técnica e precisa do que caracteriza ato fraudulento, de modo que fraude por vezes figura como mero sinônimo de má-fé [Conceito de fraude no Direito Civil].

E nesta singela análise jurídica, chegamos ao que podemos chamar de LUDIBRIAMENTO RELIGIOSO por sujeitos que, conforme ao acima citado, possuem má-fé e apenas querem usar o nome de CRISTO como forma de se enriquecerem às custas de pessoas inexperientes no evangelho, prosélitos, e muitas das vezes, tolos que acham que mercenários são homens de DEUS;

Para tudo isto, desgraçadamente, apareceram os STAND-UP COMEDY RELIGIOSOS que se portam de forma lúdica, para divertir ou dar prazer, porquanto, são aqueles palhações de púlpitos, verdadeiros otários, patéticos em piadas com a Palavra de DEUS [contida na Bíblia];

Tornam assim, as igrejas instituições em verdadeiras brequefestas (festas em que se come muito) religiosas, onde se alimentam do 'profano' travestido em 'santo', heresias disfarçadas em verdade, crendices, tolices, vãs filosofias, sofisma, atitudes perniciosas de lideres com intuito de enganar, troca de dinheiro por bênção (que nunca chega) e quando dizimistas (otários) fieis dizem que são abençoados, em verdade, o SENHOR  nos garante que foi o diabo quem fez a dita 'obra abençoadora', afinal, até diante o FILHO de DEUS, ele afirmou ter poder para dar mundos e fundos [Mateus 4e afirmando categoricamente, as tais lideranças eclesiásticas (se dizem até apóstolos) são falsas, são obreiros fraudulentos, transfigurando-se em apóstolos de CRISTO, e não é maravilha, porque o próprio satanás se transfigura em anjo de luz, e até os seus ministros se transfigurem em ministros da justiça [2Coríntios 11].

E em função destes piadeiros religiosos, em causa dos pregadores da teologia da prosperidade, pelos anunciadores de facilidades dadas por DEUS para a vida cotidiana em troca de dízimos e ofertas, pela hipocrisia de pastores e apóstolos e bispos e padres que falam mentiras, existe uma generalizada apostasia [1Timóteo 4nas igrejas instituições, um real e visível abandono da fé em DEUS para fazer do dinheiro um 'mediador' à salvação e ainda, a renegação do sofrimento vicário de CRISTO para fazer dos lideres religiosos, os senhores da verdade absoluta das instituições, das denominações, das congregações religiosas.

E às más línguas que querem dizer que por ser DESIGREJADO, aos seus olhos levianos, sou desviado, digo-vos, uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa, mesmo por que, quando venho expor das verdades de DEUS, sempre o faço severa e sobriamente, nunca como TODOS estes ministros evangélicos e católicos no STAND-UP COMEDY RELIGIOSO, piadistas, zombeteiros de CRISTO, pois quê, para mim, anunciar o evangelho é uma coisa, e fazer piadas é outra, não há correlação.

Anunciando-vos, o que o próprio e verdadeiro apóstolo de CRISTO, Paulo, sempre asseverou e nunca usou de idiotices em seus ensinos, mas, para nosso entendimento e prontamente propõe:
"se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, pois me é imposta essa obrigação; e ai de mim, se não anunciar o evangelho [1Coríntios 9]".

Lembrando aos que gostam de ouvir pregações e sermões alegres, divertidos, risonhos, em malignas piadinhas sobre DEUS e Seu FILHO, as preferenciais dos STAND-UP COMEDY RELIGIOSOS que:

O evangelho de CRISTO é cruz [Mateus 16] e não piadas!!



Porque dELE e por ELE, e para ELE, são todas as coisas; glória pois, a DEUS eternamente;
Nos interesses da Igreja que CRISTO edificou. Amém.


[039005]

fevereiro 05, 2018

Desmistificando: matar, roubar e destruir


Contexto bíblico João 10:

"O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; EU vim para que tenham vida, e a tenham com abundância."

Certamente, muitos pelo ensino deturpado por seus lideres e cuspido nos púlpitos, atribuem tal versículo ao diabo, pois, os requisitos tais quais são seu retrato, e o que os membros não entendem, por preguiça e pela facilidade de em engolir qualquer coisa, aceitando de olhos e corações fechados por ignorância cristã, é que JESUS não se referia a ele;

Ora, basta que se faça um detalhado e minucioso estudo do contexto bíblico através do capítulo 10 de João, aqui mencionado, até o versículo 15º, e teremos o entendimento que, nosso SENHOR e SALVADOR JESUS CRISTO não tinha pretensão nenhuma de se referir ao maligno, mas, conforme também o contexto de Mateus 23, foi bater de frente com os ensinos dos religiosos da época, que como hoje, única e exclusivamente apenas só fazem é se beneficiar de seus seguidores e financiadores.

Mesmo por que, como já disse, CRISTO combateu severa e duramente aos lideres religiosos, e advertindo ainda, nos asseverou: "Acautelai-vos dos falsos profetas, que se vos apresentam disfarçados em ovelhas, mas por dentro são lobos roubadores" [Mateus7 ], portanto, o contexto bíblico de João 10.10, em seu texto, tem o pretexto de mostrar às ovelhas do SENHOR daqueles que se aproveitaram e aproveitam com as religiões (e suas doutrinas teológicas, crendices, dogmas, sofismas) em benefício a si próprios, amantes de si mesmos, usurpadores de benesses, do dinheiro, status, requerendo merecimentos e honra.

Não nos esquecendo ainda que, quando se referiu ao diabo, JESUS o nomeou de pai da mentira, enquanto aos lideres religiosos sempre se referiu como lobos roubadores, e ainda, hipócritas, raça de víboras, cães gulosos, ladrões, filhos do diabo e muitas outras.

Porquanto, sem medo de errar, podemos afirmar com base no contexto bíblico que, quem veio para matar, roubar e destruir, são as lideranças eclesiásticas com suas armas de destruição: as igrejas instituições:

  • MATAM as almas dos fieis das denominações religiosas; 
  • ROUBAM do evangelho de CRISTO a Verdade e 
  • DESTROEM o testemunho de cristão com suas práticas mercenárias, levianas e grotescas.

Porque dELE e por ELE, e para ELE, são todas as coisas; glória pois, a DEUS eternamente;
Nos interesses da Igreja que CRISTO edificou. Amém.

[038930]

janeiro 14, 2018


Paulo não se enalteceu em ser anunciador do evangelho, por que ser diferente??!!


Contexto bíblico 1Coríntios 3:

"Eu plantei, Apolo regou; mas DEUS deu o crescimento.
Por isso, nem o que planta é alguma coisa, nem o que rega, mas DEUS, que dá o crescimento.
Ora, o que planta e o que rega são um; mas cada um receberá o seu galardão segundo o seu trabalho.
Porque nós somos cooperadores de DEUS;
vós sois lavoura de DEUS e edifício de DEUS.
"


Esta é uma tecla já anunciada por várias vezes, mas, é um assunto que sempre está em alta no meio  dos anunciadores evangélicos;

Estes anunciadores, lideranças eclesiásticas, nas igrejas instituições, almejam e exigem que:
[1] sejam enaltecidos por seus sermões
[2] almejam honra e glória
[3] requerem merecimentos, e quiça
[4] querem receber benesses (benefício ou ganho, normalmente recebido sem muito trabalho ou esforço) financeiras por suas pregações, e
[5] quando se apresentam gostam de exibir uma lista de seus cargos e títulos e realizações.

Mas, como Paulo, compartilhar o entendimento e esclarecimento que se obtêm, através do ESPÍRITO SANTO, do evangelho Sagrado de JESUS CRISTO que contém na Bíblia, é com fim de expor da forma mais simples e eficaz [Mateus 10][Lucas 21], o quanto é importante e essencial para nossas vidas conhecer e seguir os passos de nosso MESTRE, pois é através d'ELE que conhecemos de fato quem é DEUS.

E sabe qual é a melhor parte de tudo isso?

É que para aprendermos sobre CRISTO, não se precisa de homem religioso (liderança eclesiástica) nenhum na face dessa terra e muito menos de uma igreja instituição (instituições religiosas apelidadas de “igrejas”), basta dedicarmos um tempo de nossas vidas para examinar a Sagrada Escritura contida na Bíblia e abrir o nosso coração para DEUS, que nos ensina todas as coisas necessárias através de Seu ESPÍRITO SANTO.

E sim, apenas é o ESPÍRITO SANTO [1João 2][João 14][Lucas 12] quem nos esclarece todas as coisas concernentes a DEUS, igrejas instituições e lideres religiosos usam da artimanha religiosa, crendices, sofisma, dogmas para enganar multidões.

A auto-importância por estar no episcopado, estando num púlpito e de lá fazer pronunciamentos, tem feito nas lideranças eclesiásticas, a soberba em terem uma suposta exclusividade em pronunciar do evangelho (que transliteram ao profano), pobres e miseráveis lideres, como advertiu Paulo, "se é que o ESPÍRITO de DEUS habita em vós" [Romanos 8], e em todas as igrejas instituições não é diferente, é uma regra de que pastores negligenciem aqueles que não possuem um título, aliás, ainda se menosprezam uns aos outros;

Ora, muitos pastores estão querendo colocar outro fundamento à ordenança de CRISTO para os que anunciam o evangelho, fundamento este firmado em que todos se submetam apenas a autoridade sobreposta por obrigação a eles, mas, "ninguém pode pôr outro fundamento, além do que já está posto, o qual é JESUS CRISTO" [1Coríntios 3]; sujeitos amantes de si e das primeiras cadeiras de destaques em púlpitos, desfilando títulos religiosos e/ou nomenclaturas eclesiásticas; deleitam em títulos, vislumbram ser algo por causa deste título; nem sequer chamam a outrem de “irmão”, pois, seus títulos são muito aquém como que, sendo eles imortais.


Porque dELE e por ELE, e para ELE, são todas as coisas; glória pois, a DEUS eternamente;
Nos interesses da Igreja que CRISTO edificou. Amém.


[038815]


DEUS quis destruir a humanidade... por que sua benevolência??


"benevolência"
1. Disposição benévola do ânimo.
2. Bondade.
3. Afeto.
4. Benignidade.
5. Vontade de fazer bem.

Contexto bíblico Gênesis 6:


"E viu o SENHOR que a maldade do homem se multiplicara sobre a terra e que toda a imaginação dos pensamentos de seu coração era só má continuamente.
Então arrependeu-se o SENHOR de haver feito o homem sobre a terra e pesou-lhe em seu coração.
E disse o SENHOR: Destruirei o homem que criei de sobre a face da terra, desde o homem até ao animal, até ao réptil, e até à ave dos céus; porque me arrependo de os haver feito."


Pois aí está... DEUS teve em Seu coração destruir tudo... e por que não??
Por Noé?? Jamais, afinal, nosso Salvador é o SENHOR JESUS.

Ora, DEUS CRIADOR é Onipresente, Onipotente, Onipresente, Está em qualquer lugar, Está em qualquer mente, Está aqui e acolá...

... sabendo de tudo quanto iríamos realizar, por que estamos vivos??!!



"benevolência", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://www.priberam.pt/dlpo/benevol%C3%AAncia [consultado em 04-01-2018].

Pior que natal ser pagão, é as igrejas evangélicas comemorarem


As lideranças eclesiásticas e membros das igrejas instituições são criaturas hipócritas, que vituperam e crucificam CRISTO dia após dia com suas crendices e tradições de homens [Colossenses 2].

Ora, ora, ora, todos eles mesmos sabem que o natal é de tradição pagã [Então é Natal!!], entretanto, suas instituições filosóficas e teológicas (como por exemplo, o CACP - Ministério Apologético), ainda assim, querem mostrar algo que não corresponde àquilo que pensa ou sente relativo ao ensino do SENHOR, afinal, precisam acompanhar as tendências religiosas para angariar mais adeptos, e por conseguinte, mais financiadores;

É lastimável que presenciamos os evangélicos afirmando:

"É verdade que a data de 25 de dezembro marcava a celebração de uma festa pagã conhecida como Natalis Solis Invicti (Nascimento do Sol Invencível), em homenagem ao deus Mitra (da religião persa), e que esta festa era estimulada com orgias sexuais e embriaguez. No ano 440 dc., porém, a data foi fixada para marcar o nascimento de Jesus, já que ninguém sabia a data de seu nascimento"

... e ao mesmo tempo, incitam a esta comemoração fútil satânica:

"O Natal (mesmo tendo urna origem pagã) é um evento que deveria ser celebrado por todos os cristãos ao redor do mundo (sem dogmatizar). Mas, por quê? Ora, havia uma festa dedicada a um deus falso, Mitra, considerado o Sol Invencível. As atenções eram voltadas para ele (e isto, sim, servia aos propósitos de Satanás)"

Mas, em verdade, o testemunho bíblico da Igreja de CRISTO, assevera que os crentes anunciam a morte do SENHOR até que venha [1Coríntios 11], e não a comemoração de uma data que não existe nas Sagradas Escrituras, e por certo, que a importância do FILHO de DEUS nesta Terra é para salvação, e neste sentido que como foi Seu nascimento é mencionado, entretanto, jamais ocorrido em 25 de dezembro, e principalmente, nunca será do coração do CRIADOR que se use uma data pagã (satânica) para fazer tal referência.



Porque dELE e por ELE, e para ELE, são todas as coisas; glória pois, a DEUS eternamente;
Nos interesses da Igreja que CRISTO edificou. Amém.


Acabando com o engano do uso de "templo".



Há milhares de idiotizados pelas lideranças eclesiásticas das igrejas instituições que usam versículos isolados insinuando que JESUS teria ido ao templo, que seus discípulos estavam dentro do templo, que os cambistas estavam no templo, que todos deveriam ir ao templo, de Jerusalém.

Patéticos religiosos!

Imbecilizados e analfabetos bíblicos intelectualizados, estudam a Bíblia de cabeça pra baixa, em sofisma, com a intenção de enganar, em fazer prosélitos, são meninos inconstantes levados por toda roda de doutrina, vivem por crendices.

Então, aqui acabamos com esta personificação diabólica que engana as pessoas com a suposta e obrigatória utilidade de um templo para se reunir e chamar de "igreja", em especial das instituições religiosas, tais como, Universal, Internacional da Graça, Batistas, Assembleianas, Pentecostais, e qualquer outro antro religioso que quer se intitular casa de DEUS, são ladrões e mercenários da fé.

DIVISÕES NO TEMPLO DE JERUSALÉM, destruído no ano 70dC

O poder do templo

Muito mais do que um local de culto, o Templo de Jerusalém era o centro econômico, político e religioso de Israel. Lucrava com a arrecadação de impostos, tendo em seu cadastro cerca de 1 milhão de contribuintes, dentro e fora da Palestina. Além disso auferia somas fabulosas com o sacrifício diário de animais (bois, carneiros e pombos), criados por grandes proprietários de terras ligados às famílias sacerdotais. 

Para pagar os animais a serem sacrificados, os fiéis eram obrigados a trocar o dinheiro corrente, altamente inflacionado, pela tetradracma tíria, uma moeda forte, cunhada na Fenícia, que não sofreu nenhuma desvalorização num período de 300 anos. Os cambistas cobravam ágio pela operação e formavam uma máfia poderosa, mancomunada com a elite sacerdotal. Quando expulsou os vendedores de animais e cambistas do templo, JESUS golpeou de frente essa rede econômica.

DIVISÕES DO TEMPLO

Átrio dos gentios
Esta grande superfície plana que rodeava o santuário e seus átrios exteriores era acessível tanto a judeus como a gentios.

O Recinto Sagrado
O Soreg, que era uma parede baixa em volta do templo, formava uma área sagrada que nenhum gentio podia pisar, sob pena de morte. Os degraus das escadas subiam até a plataforma, que por sua vez era uma superfície plana situada na base das paredes.

Átrio das mulheres
Dentro dos quartos que havia entre as paredes, os degraus das escadas subiam até o átrio das mulheres, o qual estava rodeado por um balcão.

Átrio de Israel
Este átrio, que era exclusivamente para acesso de judeus jovens e adultos do sexo masculino, diferia do átrio das mulheres, pois enquanto este era grande e aberto, o das mulheres era estreito, coberto e rodeado de colunas.

Átrio dos sacerdotes
Era situado acima do piso do átrio de Israel, e estava exclusivamente reservado para os sacerdotes.

Santuário
O edifício tinha apenas duas áreas importantes, o Lugar Santo e o Lugar Santíssimo, os quais estavam separados por duas grossas cortinas pendentes, e que distavam um côvado uma da outra. No Lugar Santo, os sacerdotes realizavam suas atividades regulares. O Lugar Santíssimo era o coração interior do templo, e só o sumo sacerdote podia ali entrar, uma vez por ano, no dia da expiação, quando oferecia um sacrifício pelos pecados do povo.

A exclusão dos gentios do templo propriamente dito revelava que os judeus eram os escolhidos de DEUS, um povo separado.

A gradação dos átrios e seu acesso restrito ressaltavam as separações de grupos dentro do judaísmo.

A inacessibilidade do Lugar Santíssimo para todos, exceto para o sumo sacerdote uma vez por ano, e as numerosas barreiras que impediam o povo comum de aproximar-se do lugar onde supostamente estava a presença divina, era uma lição prática continua da santidade de DEUS e Sua separação dos pecadores.

A vinda de JESUS CRISTO deu início a uma nova era, e profetizou [Lucas 21]:
"E, dizendo alguns a respeito do templo, que estava ornado de formosas pedras e dádivas, disse: Quanto a estas coisas que vedes, dias virão em que não se deixará pedra sobre pedra, que não seja derrubada."

ELE derrubou todas as barreiras entre DEUS e os homens arrependidos. Quando JESUS morreu o “véu do templo se rasgou em duas partes de alto a baixo[Mateus 27], mostrando que o caminho estava agora aberto a um acesso imediato a DEUS, e que pessoas é que são a Igreja e não templos.

Em CRISTO todas as distinções de classe desapareceram – as que existiam entre judeus e gentios [Romanos 10], entre homens e mulheres [Gálatas 3] e entre sacerdotes e leigos [Apocalipse 1].

Enfim, é notório que, tanto JESUS como Seus discípulos iam ao templo, e por simples e óbvia razão, CRISTO para anunciar, repreender aos sacerdotes que enganavam ao povo (lembra alguma coisa?? Lideranças eclesiásticas de nosso tempo??), e o mesmo fizeram Seus discípulos, iam anunciar o evangelho que receberam do SENHOR, afinal, o templo de Jerusalém era um local de grande concentração, sem dúvida alguma religiosa (e comercial), porém, distanciavam mais as pessoas de DEUS do que aproximá-las!!


Porque dELE e por ELE, e para ELE, são todas as coisas; glória pois, a DEUS eternamente;
Nos interesses da Igreja que CRISTO edificou. Amém.



Compilando, corroborando, http://www.santovivo.net/gpage96.aspx


Os Desigrejados, derrubando muralhas.


Digo que é possível, ser cristão sem estar frequentando um templo, não porque quero ser cristão fazendo a minha própria vontade, porque não a quero fazer, não aprendemos apenas a Palavra de DEUS indo em uma igreja instituição, mas se A lermos e A praticarmos, de nada adianta frequentar templos e não ouvir com o coração, mas apenas com os ouvidos, ou então ver o que os outros membros fazem e fazem o mesmo, só porque eles o fazem.

Só podem ver o reino de DEUS se nascerem do ESPÍRITO, e quem ensina a vontade de DEUS é o ESPÍRITO SANTO e não os homens, ditos lideranças eclesiásticas.

A vontade de DEUS deve ser feita em qualquer lugar e a qualquer pessoa, o que muitos não sabem é que devem buscar a DEUS, receber JESUS e conhecer a Justiça de DEUS, ser guiados pelo ESPÍRITO SANTO, só assim seremos libertos e salvos.

Quem salva, se e somente se, é CRISTO!!

Os templos (e igrejas) não podem e nunca vão salvar alguém!!

Se nem aqueles que estudam as Escrituras conhecem a DEUS; um exemplo é Saulo que depois se tornou Paulo, quando era Saulo conhecia, mas não conhecia a DEUS, mas depois que ele conheceu o reino de DEUS e foi instruído pelo próprio CRISTO e praticava o que ensinava, só ai se tornou um apóstolo de CRISTO.

Creio que seja importante é obedecer a DEUS, fazer a Sua vontade, de nada adianta serve e ir em culto, mas não amar o próximo. A primeira coisa que o verdadeiro cristão deve ter em mente é renunciar as suas próprias vontades.

Não podemos limitar a DEUS apenas na Bíblia...

Como JESUS[João 14] disse "EU sou o caminho a verdade e a vida", claro que o que for verdade vai convergir para o que está na Bíblia, a Bíblia toda e a verdade é dELE, não necessariamente pra ser verdade tem que ser dito exatamente como está na Bíblia: porque se não tiver não é verdade, a própria Palavra diz, que devemos exortar uns aos outros, como exortar alguém que segue o homem e não a CRISTO.

Corroborando com Camila Sidrim.


Porque dELE e por ELE, e para ELE, são todas as coisas; glória pois, a DEUS eternamente;
Nos interesses da Igreja que CRISTO edificou. Amém.